quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Ex-maçon denuncia: "As leis contrárias à família, vem das lojas"


Porquanto não há nada oculto que não venha a ser revelado, e nada escondido que não venha a ser conhecido e trazido à luz. (Lucas 8:17)


SergeAbad_ACIPrensaBlancaRuiz_300415


Serge Abad-Gallardo é um francês de origem espanhola que sabe como funciona a Maçonaria. Por mais de vinte anos, ele foi  membro de uma das lojas, deixando-a, após se converter ao catolicismo. Em seu livro  Por qué dejé de ser masón (Por que deixei de ser  Maçom) explica este processo e como esta sociedade funciona. O preço foi caro para ele, depois de sua publicação foi demitido de seu emprego.


Actuall falou com Serge  para conhecer a influência da Maçonaria nas leis sociais que estão a ser impostas a todo o mundo,  qual é o verdadeiro poder que detém e quem é seu principal inimigo.


Qual é a relação da Maçonaria com as leis da engenharia social, como o aborto, a eutanásia, o divórcio e o casamento homossexual?

As Leis que foram promulgadas pela Assembleia Nacional foram  pensadas e formalizadas nas lojas. Particularmente na Grande Loja da França, Grande Oriente e Direitos Humanos na França. Deste posso testemunhar que todos os anos todas as lojas de Direitos Humanos, da qual eu fui  maçom durante 23 anos, trabalham em um tema social comum e fazem um documento de síntese que as lojas enviam a seus líderes nacionais. E estes, após uma revisão final, é transmitido ao Presidente da República.



“E  tem tanta influência?”

Há um grande grupo de maçons presentes no Parlamento. É chamado de “Fraternidade Parlamentar” e consiste de 400 maçons de toda a obediência maçônica, sendo todos eles altos funcionários e deputados. Eles são quase 20% do Parlamento. E tudo isso sem considerar os maçons deputados que não pertencem a este grupo. Eles votam essas leis sociais (aborto, casamento gay, etc.) principalmente como maçons, independentemente do seu partido político. Todas essas leis sociais que são contrários à lei natural já foram desenvolvidas e escritas nas lojas antes de serem votadas.


Mas isso é uma fraude sobre os cidadãos ...

Deve ser dito que todo este poder maçônico é antidemocrático. Maçons da França representam 0,3% da população francesa, mas os maçons da Fraternidade Parlamentar são 20% dos deputados.


Porque a Maçonaria apoia este conjunto de leis contra a família?

-A Maçonaria é anti-católica e anti-clerical. A Maçonaria é uma religião verdadeira para eles como conto no meu livro. Suas bases são totalmente diferentes e opostas à moral católica, que, por exemplo, tem a família como a base da sociedade. Promovendo leis contra a família intentam  destruir a Igreja Católica. Esta é a razão por que  eu digo que, não é possível ser católico e Maçom.


"Qual interesse está por trás dessas manobras políticas para mudar a sociedade?”

Há vários interesses. Primeiro a maçonaria quer impor sua maneira de ver e de ser. Eles falam sobre a tolerância, mas são tolerantes apenas ideias que não sejam contrárias à ideologia maçônica. Por exemplo, eu posso atestar que sendo maçom, não se pode dizer em uma loja que o aborto é um crime. Em segundo lugar, a Maçonaria acredita que tem as chaves para a felicidade da humanidade e que só eles podem “dar a luz” aos “pobres homens”. Finalmente, há provavelmente razões econômicas. O homem que não tem família torna-se um ser que o poder econômico global pode usá-lo em todos os sentidos e em todos os lugares. Então, Jacques Attali (membro do grupo Bilderberg, e Maçom), conselheiro de vários presidentes franceses, explica em seu livro L'Homme Nomade o fato de não ter uma família é a chave para o desenvolvimento cultural e econômico, e, portanto, para felicidade .


Como se juntou aos maçons?

Quando eu tinha 33 anos. E eu fui até 56. Naquela época, comecei uma carreira como funcionário e arquiteto diretor de Urbanismo de um município de 50.000 habitantes. Um agente imobiliário que era meu amigo e que era um oficial na Maçonaria,  me propôs entrar. Eu entrei porque eu estava à procura de respostas a perguntas sobre a vida, a razão para estar vivo e o sentido da vida.


E como é seu funcionamento?

-A Maçonaria diz trabalhar democraticamente. Mas é uma mentira. Maçons que estão nos Altos Graus controlam tudo e as eleições internas são programadas e organizadas por eles. Então, quando tudo estiver pronto, você vota para escolher o venerável mestre e os oficiais. A Maçonaria não é um grupo democrático, mas, iniciático. Você tem que saber que quando se entra na Maçonaria, sempre os maçons oficiais, ou os de Altos Graus estarão assistindo. E, em seguida, verão se você pode atingir os graus mais elevados.


Então por que você deixou de ser um Maçom?

Porque eu vim para a fé e para Igreja Católica. O Senhor deu-me a graça para que eu pudesse entender sua presença e amor absoluto. Em 2002 eu encontrei um padre franciscano. Eu falei com ele várias vezes e senti a presença de Jesus ao meu lado. Embora eu acreditasse em Deus, neste momento, eu não voltaria para a Igreja. Então, eu encontrei um outro sacerdote em Antibes. Eu lhe disse que sentia a necessidade de orar e receber a comunhão, mas tinha esquecido todas as minhas orações. Ele sorriu para mim e me disse que Deus amava as orações feitas com nossas palavras e nossos corações. 
Então eu fiz. Muito mais tarde, em 2011, eu ouvi no rádio do meu carro a oração do Rosário, que nem sabia, e foi como uma “espada de Amor” que perfurou meu coração. Eu decidi ir alguns dias a Lourdes. Um ano depois, em 2012, voltei para Lourdes. E eu fui para rezar o Rosário na Gruta da Virgem Maria. Quando eu terminei de rezar,  de repente caí no chão e senti que minhas pernas estavam paralisadas e eu sempre fui muito atlético. As pessoas me levantaram depois de um tempo e então percebi o amor e o poder de Deus. Algum tempo depois, fui passar uma semana de retiro para em uma abadia. E então minha fé estava totalmente desenvolvida. Eu ia à missa todos os dias. Comecei a orar todas as manhãs e todas as noites. Então eu percebi que a Maçonaria era incompatível com a fé. Eu descobri por mim mesmo.


Por que as Lojas Maçônicas odeiam o catolicismo?

Porque, claro, a ideologia da Maçonaria é totalmente antagônica e contrária à Palavra de Deus. Isso não quer dizer que os católicos não podem falar com os maçons. Nós, católicos, precisamos falar com todos os homens. E, claro, com os maçons. Mas temos de dizer o que é verdadeiramente a Igreja e a Palavra de Deus, porque, durante séculos a Maçonaria não para de denegrir a Igreja. E a Maçonaria engana as pessoas para fazê-las participar de suas lojas. O sonho da Maçonaria é roubar as pessoas da igreja católica para recebê-las nas lojas.

                
Qual é o verdadeiro poder da maçonaria na política e na economia mundial?

Temos que notar que em todo o mundo estão aprovando leis semelhantes: aborto, divórcio, casamento entre homossexuais, a eutanásia... Essas leis são origem maçônica. E quem eles escolhem para professores, funcionários públicos e políticos, ou seja, pessoas que podem influenciar a sociedade e isso atinge todo o mundo. Por isso, somos cercados todos os dias, sem perceber, de ideologia maçônica.


OBS: Quem sabe alguma editora católica não publica esse livro no Brasil.

 Original completo: Actuall - Un ex masón maestro grado 14º: «Las leyes contra la familia son promovidas por las logias»


Nenhum comentário:

Postar um comentário